Reforma Agrária

Capacitando para a manutenção da terra

idaco-reforma-agraria

Capacitando para a manutenção da terra.

A partir de 1985 foi criado um Ministério específico para implementar a Reforma Agrária. Parte dos profissionais que já se dedicava a desenvolver diversos estudos e contatos junto às comunidades de pequenos produtores, procurou participar de forma ativa desse processo, buscando, inclusive, formas de apoio no Brasil e no exterior. No ano de sua criação, em 1988, o Idaco já iniciava suas articulações rumo ao campo.

Os assentamentos do Estado do Rio percebiam que apesar de estarem produzindo, não conseguiam comercializar seus produtos. Grande era o prejuízo, ou pequeno era o lucro. Tinham que entregar a produção por um preço vil para atravessadores ou para pessoas que não tinham nenhum compromisso com a pequena produção. Foi nesse contexto que começaram a acontecer as primeiras reuniões do Idaco com os assentamentos Sol da Manhã e São José da Boa Morte. Dessas articulações surgiu o Primeiro Encontro sobre Comercialização, realizado em Cachoeira de Macacu, com a participação de um número bastante grande de pessoas, vindos de cerca de dez assentamentos do Estado do Rio de Janeiro.

A criação do Idaco veio fortalecer os assentamentos.

O Idaco coordenou o evento junto com a Associação de Pequenos Produtores de São José da Boa Morte, um dos maiores assentamentos do Estado do Rio de Janeiro. Também foram convidadas pessoas ligadas a órgãos públicos como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES; a Secretaria de Agricultura e a Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro – Emater, entre outros órgãos.