Chantier (Concluído)

Proposta:

A palavra “chantier” significa canteiro de obras, em francês. O nome dado ao projeto consiste, justamente, em colocar em prática o significado dessa palavra, ou seja, em realizar trabalhos e ações que produzam efeitos benéficos ao meio ambiente ou à vida dos pequenos agricultores rurais, de modo que através desses efeitos, conquistem maior geração de renda e melhor qualidade de vida.

Objetivos

O Chantier visa o intercâmbio técnico de informações e de solidariedade entre as instituições envolvidas, promovendo ações tanto aqui no Brasil, como com seus parceiros internacionais. – Nasceu da vontade do Idaco e de instituições parceiras na França – a ONG Acteur dans le Monde Agricole et Rural – Amar e o Institut Belleville – de alimentarem as trocas de experiências entre as duas nações amigas. Além da prática da solidariedade, da valorização da cultura e do desenvolvimento do espírito de parceria, são objetivos do programa estimular a autogestão; descobrir e capacitar lideranças e, ainda, cultivar e ampliar a capacidade de reivindicação e luta.

Público

Comunidades rurais, técnicos e jovens franceses e brasileiros. Estudantes franceses vêm ao Brasil e lideranças brasileiras visitam a França para trocarem experiências e transmitirem seus conhecimentos e força de trabalho em mutirões solidários. Nos últimos anos, o primeiro passo para a execução do Chantier tem sido selecionar uma área de atuação do Idaco, um assentamento rural no Rio de Janeiro, para receber os jovens franceses. Depois, determinar a natureza das atividades que serão realizadas pelos mesmos, juntamente com as pessoas da comunidade, decidindo, assim, o objetivo do projeto no período. Logo após a chegada dos franceses acontece o período de vivência. Este consiste na estadia dos jovens na casa de pessoas da comunidade, como uma forma de adaptação e de intercâmbio cultural, que ocorre também, durante todo o projeto. É após o período de vivência que se iniciam as atividades. Através de um sistema de mutirão, os participantes do Chantier, junto a técnicos do Idaco e responsáveis da AMAR, colocam em prática o objetivo do evento.

Gestão

O Idaco tem o Chantier como seu primeiro projeto. Conhecedor da região onde desenvolve projetos sócio-ambientais e culturais desde 1988, a instituição é responsável pela programação, hospedagem e pelas atividades dos franceses nas comunidades rurais e tradicionais do litoral sul fluminense. No final dos anos 70, quando os movimentos sindicais começaram a recuperar a força que lhes tinha sido suprimida pela ditadura militar, o Sindicato dos Engenheiros do Rio de Janeiro começou a receber sindicalistas de outros países que vinham ao Brasil trazer o seu apoio e a sua solidariedade.

Nesta época, alguns franceses do Institut Belleville, ligados à agricultura, visitaram o Rio de Janeiro. Com o desenrolar desse intercâmbio inicial surgiu o primeiro Chantier, em agosto de 1988. No mesmo ano, em novembro, nascia o Idaco e, no ano seguinte, a Amar. Até hoje o Chantier é um projeto coordenado pelas três instituições. Enquanto o Idaco tem total responsabilidade pela sua execução no Brasil, Acteur dans le Monde Agricole et Rural – Amar e o Institut Belleville, seus principais parceiros, representam o Chantier na França.

Parcerias

A Organização Não Governamental  Acteur dans le Monde Agricole et Rural – Amar e o Institut Belleville sediadas na França e as parcerias locais estabelecidas a cada ano.